CloudLabs

Blog

Pensamento computacional: programação e robótica atualmente, a sociedade e as empresas exigem profissionais qualificados nas tecnologias da informação.

Pensamento computacional: programação e robótica

Atualmente, a sociedade e as empresas exigem profissionais qualificados nas tecnologias da informação e comunicação. Por esta razão, os sistemas educacionais enfrentam um grande desafio na alfabetização digital e no pensamento computacional, o qual inclui conhecimentos em programação e robótica.

Conheça mais sobre → Existem diferentes tipos de aprendizagem?

Pensamento computacional

Uma das definições mais conhecidas do pensamento computacional é a de Jeannette Wing, engenheira, teórica, professora de Ciência da Computação e ex-vice-presidenta corporativa de Microsoft Research.

De acordo com Wing, “o pensamento computacional envolve resolver problemas, projetar sistemas e compreender o comportamento humano, fazendo uso dos conceitos fundamentais da ciência da computação” (2006 citado em Zapata, 2015). Além disso, ela afirma que estas habilidades não são exclusivas dos cientistas da computação, mas devem ser para todas as pessoas.

Do exposto acima, a importância que tem sido dada nos últimos anos a falar sobre o pensamento computacional e sua integração nos currículos escolares, devido ao fato de que desenvolve competências como a resolução de problemas e a criatividade.

Pensamento computacional: programação e robótica atualmente, a sociedade e as empresas exigem profissionais qualificados nas tecnologias da informação.

Não menos importante, é que o pensamento computacional está agora incluído nos testes PISA. Diante disso, a OCDE afirmou que “não basta saber utilizar a tecnologia, mas é preciso desenvolver habilidades para criá-la, compreendê-la e gerenciá-la”.

Lhe contamos → Realidade virtual e educação

O pensamento computacional permite pensar com lógica sequencial e algorítmica. Em CloudLabs, os estudantes estão imersos em um ambiente virtual que favorece o aprendizado de forma progressiva, didática e analítica através das diferentes funções e ferramentas que ele oferece. Ao mesmo tempo, eles desenvolvem habilidades úteis para o mundo atual movido pela era digital. 

Programação

Devido à sistematização das tarefas e ao tratamento da informação, a programação tem se tornado cada vez mais relevante. Adaptar os computadores e dispositivos eletrônicos a uma função específica é uma tarefa fundamental hoje em dia, onde cada vez mais processos são realizados através de sistemas computacionais e digitais.

A implementação de aulas de programação permite o desenvolvimento do pensamento lógico, a análise espacial e a capacidade de autopercepção (García, 2015). Além disso, motiva o estudante a criar artefatos inovadores.

A programação Grafcet é a programação em blocos onde cada bloco tem uma função, uma entrada e uma saída, o que permite que seja sequencial. Em CloudLabs os estudantes poderão programar algoritmos em linguagem gráfica Grafcet, diagrama de controle com etapas e transições, para controladores lógicos programáveis. O programador permite, entre outras coisas, criar, apagar e editar etapas, assim como salvar e abrir arquivos de programação com extensão.

Pensamento computacional: programação e robótica atualmente, a sociedade e as empresas exigem profissionais qualificados nas tecnologias da informação.

Isto lhes permite desenvolver o pensamento sequencial, já que a programação dos simuladores CloudLabs promove o raciocínio e a indagação através da solução de desafios propostos em situações do mundo real.

Saiba mais sobre→  Habilidades para o século XXI: o que você precisa considerar?

Robótica 

A robótica é conhecida como a tecnologia da fabricação e compreensão dos robôs, para isso deve-se ter certos conhecimentos em diferentes áreas que permitam o desenho, construção, montagem e funcionamento de um robô em específico. A robótica educacional pode ser definida em 4 passos: imaginar, desenhar, construir e programar.

Atualmente, a robótica está incluída como um recurso educacional importante no desenvolvimento de competências técnicas e sociais (Muñoz, 2019). Este nível de aprendizado é adquirido através do desenho e construção de protótipos nos quais os estudantes desenvolvem habilidades e conhecimentos significativos, levando os modelos e desenhos a algo tangível.

Em nosso ambiente virtual de aprendizagem é possível desenvolver competências tecnológicas e científicas através de diferentes práticas em robótica, onde os estudantes encontram ambientes tridimensionais com braços robóticos polares, braços de cinco eixos e seguidores de linha.

Os robôs são programáveis em linguagem gráfica de blocos para realizar atividades como manipulação, controle, armazenamento e transferência de peças. Uma verdadeira aventura em um contexto real!

Referências:

Zapata-Ros, M. (2015). Pensamiento computacional: Una nueva alfabetización digital. Revista de Educación a Distancia (RED), (46).

¿Por qué es importante el pensamiento computacional en el marco formativo de niños, niñas y adolescentes? | Greentic (mintic.gov.co)

García, J. M. (2015). Robótica Educativa. La programación como parte de un proceso educativo. Revista de Educación a Distancia (RED), (46).

Ramírez, P. A. L., & Sosa, H. A. (2013). Aprendizaje de y con robótica, algunas experiencias. Revista Educación, 43-63.

Muñoz-Repiso, A. G. V., & González, Y. A. C. (2019). Robótica para desarrollar el pensamiento computacional en Educación Infantil. Comunicar: Revista científica iberoamericana de comunicación y educación, (59), 63-72.

Compartilhar em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Aviso de uso de cookies: : Esta página utiliza cookies próprios e de terceiros. Ao continuar navegando, você manifesta que aceita nossa Política de cookies.